A revolta do transesofágico inviável.

1a

.

Você consegue encontrar sondas usadas em bom estado por 20 a 30 mil reais.

.

Image-1 (2).png

.

Quando você quiser vender uma sonda pouco usada de TEE, receberá a oferta acima.

.

 

1a-8.jpg

.

Agora, quando quiser uma nova direta do fabricante…

.

Geralmente uma máquina usada mas conservado vale entre 50 e 70% do valor da nova.

.

Então uma sonda nova comum sem 3D deveria custar no máximo 51 mil reais.

.

Mais um exame de ecocardiografia que se torna inviável, agora por custos impossíveis de explicar.

 

Goiânia, capital do Ecoestresse Farmacológico não hospitalar.

1a

http://departamentos.cardiol.br/dic/publicacoes/revistadic/revista/2018/portugues/Revista03/revista-abc-imagem-original-3103213-portugues.pdf

.

Quanto ao surgimento das arritmias significativas, 3 pacientes apresentaram fibrilação atrial, 16 taquicardias supraventricular sustentada,
19 taquicardias ventricular não sustentada e 2 taquicardias ventricular sustentada.

.

. Idade média foi de 60,7 +/- 12,5 anos e 60,8% eram mulheres.

.

O que diz a diretriz americana:

Stress Testing Methods:
Exercise stress testing.

For patients who are capable of performing an exercise test, exercise
stress rather than pharmacologic stress isrecommended, as the exercise capacity is an important predictor of outcome. Either treadmill or bicycle exercise may be used for exercise stress. Symptom-limited exercise according
to a standardized protocol in which theworkload is gradually increased in stages is recommended.

Diretriz de 2007

Patricia A. Pellikka, MD, Sherif F. Nagueh, MD, Abdou A. Elhendy, MD, PhD,
Cathryn A. Kuehl, RDCS, and Stephen G. Sawada, MD, Rochester, Minnesota; Houston, Texas; Marshfield, Wisconsin; and Indianapolis, Indiana

.

http://asecho.org/wordpress/wp-content/uploads/2013/05/Performance-Interpretation-and-App-of-Stress-Echo.pdf

Prova não é o negócio do DIC

.

Dados de 2015 mostram que a prova só corresponde a aproximadamente 10% do arrecadado.

.

O grande negócio é o congresso.

.

Acredito até que a prova fica mais cara do que o arrecadado na inscrição, apesar de ser muito para o candidato.

.

As anuidades ajudam também.

.

Congressos e anuidades são as grandes fontes.

.

Alguns leitores colocaram a arrecadação da prova como motivo da alta taxa de reprovação, mas não parece ser.

.

A prova reprova muitos por teimosia.

.

Deveriam reduzir a nota para aprovar no mínimo 50%

.

Seria o justo.

.

Medicina baseada em excluir as Carótidas

1a

.

http://publicacoes.cardiol.br/2014/diretrizes/2017/04_DIRETRIZ_SBD_SBEM.pdf

.

Pérolas destacadas:

.

A determinação do escore de cálcio coronário tem as melhores
taxas de reclassificação de risco, se comparado a outros
marcadores, quando adicionado ao escore de risco global.
Isto pode ser especialmente útil para reclassificar os pacientes
de risco intermediário em categorias de risco mais alto ou
mais baixo. No entanto, este painel reconhece que, apesar de
sua utilidade, o escore de cálcio coronário não é um exame de
fácil acesso para grande proporção de pacientes [IIa, B]

.

A presença de placa carotídea é preditora de eventos
adversos cardiovasculares maiores, além de reclassificar
o risco. A adição de informações da placa, como aumento
da EMIC (> 1,5 mm), é marcador de risco cardiovascular
e pode ser utilizada para reclassificar pacientes de risco
intermediário em alto risco [IIb, B]

.

Lembrem que é uma diretriz para diabético:

O escore de cálcio coronário supera a Espessura MédioÍntimal
de Carótidas (EMIC) e o Índice Tornozelo-Braquial (ITB)
na discriminação e reclassificação do risco cardiovascular,
pelo menos em indivíduos não diabéticos [IIa, B]

Embora os pacientes com diabetes
não fossem parte do estudo, o escore de cálcio mostrou-se
claramente superior a EMIC e ITB para prever o risco de
eventos coronários.

.

No grupo que escreveu a diretriz, temos um autor com longo histórico de publicações em Escore de Cálcio.

Não consegui identificar alguém semelhante no conhecimento e publicação em Doppler de Carótidas.

É uma pena que um exame acessível e de baixo custo não seja utilizado no país, em seus milhões de diabéticos.

.

 

A nova Ressonância de consultório: As camadas do miocárdio ao Strain.

1-s2.0-S0894731717302158-gr1

.

Speckle-Tracking Layer-Specific Analysis of Myocardial Deformation and Evaluation of Scar Transmurality in Chronic Ischemic Heart Disease

.

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0894731717302158?via%3Dihub

.

 

Transmural extent of scar in ischemic myocardial dysfunction is very important.

Strain echocardiography distinguishes the presence of scar, not transmurality.

In normal segments there are transmural and basoapical gradients of strain values.

In scar segments, transmural but not basoapical gradient of strain is maintained.

Reduction of strain values in the presence of scar is greater at apex than at base.

.

Agora este aqui:

 

zja022062416004a

Differentiation of Subendocardial and Transmural Infarction Using Two-Dimensional Strain Rate Imaging to Assess Short-Axis and Long-Axis Myocardial Function

.

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0735109706021127

.

Conclusions

The combined assessment of long-axis and short-axis function using 2D strain may be used to identify TME.

.

E este:

Impact of infarct transmurality on layer-specific impairment of myocardial function: A myocardial deformation imaging study

.

m_ehp11205

.

https://academic.oup.com/eurheartj/article/30/12/1467/549842

.

Conclusion

Non-transmural infarction results in greater functional impairment of the endocardial than of the epicardial myocardial layer. In transmural infarction both layers are affected similarly compared with controls. A layer-specific analysis of myocardial deformation allows accurate discrimination between different transmurality categories of myocardial infarction.

.

 

Os artigos acima não são concordantes em tudo mas revelam o nascimento e amadurecimento de uma tecnologia de consultório para respostas de tecido miocárdio.

.

Com o ocaso das microbolhas, as avaliações finas teciduais ao ecocardiograma tinham desaparecido da possibilidade prática.

.

O Strain de camadas prova a cada dia que a RM de consultório, a ecocardiografia avançada, está mais viva do que nunca!!!

.