Exame de dentro para fora

1a1b

.

http://genetesis.com/lp02a/

.

Sempre elogiamos o ECG em nossas aulas para a graduação.

.

Pois o ECG não precisa atravessar o tórax com radiação, não precisa injetar radiação, não requer campos magnéticos com microondas ou mesmo atravessar o corpo  com som de alta frequencia.

.

O ECG apenas sente o corpo humano, um emissor de informações, naturalmente.

.

Exames do futuro vão apenas sentir ou ouvir o coração.

.

É mais uma questão de física quântica que preferência por métodos.

.

1a

Brasileiro contribui com pesquisa de diretriz

1a

.

https://secardiologia.es/images/grupos-trabajo/valvulopatias/documentos/Stress-echocardiography-in-non-ischaemic-heart-disease-recommendations-EACVI-and-ASE-2016.pdf

.

The clinical use of stress echocardiography in nonischaemic
heart disease: recommendations from
the European Association of Cardiovascular
Imaging and the American Society of
Echocardiography

.

Parabéns ao ecocardiografista Newton e sua equipe de pesquisa.

.

 

Ambulatório de cardiopatias estruturais

background

.

Um clínico com mais de 20 anos de experiência.

Um ecocardiografista dedicado a patologias congênitas em adultos.

Um ecocardiografista dedicado a valvulopatias.

Um cardiologista como médico em treinamento em patologias estruturais.

.

Está formado o ambulatório de patologias cardíacas estruturais, envolvendo valvulopatias, doenças congênitas em adultos e outras doenças estruturais.

.

Seguindo a tendência mundial de time de especialistas na área de patologias estruturais, montamos nossa equipe.

.

Que venham os casos!!!!

É a Geometria, Ecocardiografistas

echo14190-fig-0001-m

.

New classification of geometric patterns considering left ventricular volume in patients with chronic aortic valve regurgitation: Prevalence and association with adverse cardiovascular outcomes

.

https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/echo.14190

.Google Translate:

Conclusões

Em uma coorte contemporânea de pacientes com RA, aplicando o novo sistema de classificação de remodelação do VE, apenas uma minoria apresentou geometria normal. A HVE dilatada e a HVE excêntrica mostraram uma penalidade de resultado distinta após o ajuste para fatores de confusão.

.

Os principais achados podem ser resumidos da seguinte forma: (a) a maioria dos pacientes apresenta algum tipo de remodelação do VE; (b) a resposta de remodelação do VE é heterogênea no momento do diagnóstico de AR; e (c) a HVE dilatada e a HVE excêntrica tiveram o pior prognóstico, enquanto a remodelação excêntrica teve menos eventos.

.

A dilatação ventricular na insuficiência aórtica é praticamente obrigatória. Mas o caminho para a dilatação pode atravessar outros momentos e depende da gravidade do refluxo.

Artigo demonstra a importância de classificar o tipo de adaptação apresentada na valvulopatia para auxiliar na decisão do momento de intervenção.


Consideramos a hipertensão um fator decisivo na evolução, como demonstrado.

Hypert 14 (35,0%) 7 (50,0%) 26 (60,5%) 22 (48,9%) 26 (68,4%) 53 (57,0%) 16 (29,6%) 14 (32,6%) 178 (48,1%) <0,001

.

Pacientes com insuficiência aórtica significativa deveriam apresentar diastólica mais baixa, por fisiopatologia básica.

Quando são hipertensos, esta pressão diastólica elevada é comunicada diretamente ao VE na Diástole.

O que pode levar a dilatação, que é o definidor da taxa de eventos elevada.

Mais um destaque para a importância do tratamento intensivo da hipertensão nos pacientes com insuficiência aórtica

.

 

Entendendo a Mitral com refluxo

NIHMS611262.html

.

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4281524/

.

Google Translate

Qualquer comprometimento estrutural ou funcional do aparelho da válvula mitral (MV) que exaure a redundância do tecido de VM disponível para a coaptação do folheto resultará em regurgitação mitral (RM). O mecanismo responsável pela má captação de VM e RM pode ser disfunção ou alteração estrutural do ventrículo esquerdo, dos músculos papilares, das cordas tendíneas, do anel mitral e dos folhetos de VM. A justificativa para o tratamento da VM depende do mecanismo de RM e, portanto, é essencial identificar e compreender a função normal e anormal do aparelho de VM e VM.

.

Os avanços da imagiologia cardiovascular na quantificação de RM e na avaliação da função e estrutura do VE serão críticos para refinar o momento ideal da intervenção terapêutica com VM, que sem dúvida se desenvolverá em direção a opções de reparo de VM menos invasivo e transcateter. Estudos genéticos em andamento levarão a uma melhor compreensão dos mecanismos subjacentes e promovendo a doença da VM primária. Tal conhecimento poderia permitir a identificação de pacientes de risco sem doença de VM ainda estabelecida e pode abrir uma janela de tempo terapêutico para prevenir ou limitar clinicamente a remodelação dos folhetos degenerativos / mixomatosos. Estudos mecanísticos em doença de VM secundária também explorarão alterações de folheto associadas em nível celular e tecidual para identificar terapias que mantenham e promovam a função dos folhetos e, assim, reduzam os resultados adversos. A RM significativa relacionada à disfunção do VE pode também ser possivelmente resgatada e seu desenvolvimento limitado por futuras terapias direcionadas de célula / gene visando o miocárdio.

.

Tudo pronto para o MitraClip virar uma febre???

.

 

3D por imersão: Não é invenção

m_jeuje20070601107
.
Resultados

A maioria dos participantes (57%) teve acesso, mas com pouco ou nenhum uso de um sistema 3DE. A ecocardiografia tridimensional não teve valor incremental antes do treinamento. Após o treinamento, as respostas gerais corretas melhoraram significativamente em comparação com a interpretação inicial, embora a melhora não tenha sido a mesma para todos os diagnósticos. Todos os grupos (cardiologistas versus ultrassonografistas, revisores inexperientes versus moderadamente experientes) melhoraram de forma semelhante.

.

Conclusões

Incorporação de 3DE na prática padrão pode ser limitada pela inexperiência. Um curso de ensino interativo com ensaio e orientação direta parece superar essa limitação e pode melhorar a aceitação dessa técnica.