Ajude o Strain a ajudar na Insuficiência Mitral

Global longitudinal strain to determine optimal timing for surgery in primary mitral regurgitation: A systematic review

https://doi.org/10.1111/jocs.15521

Studies have demonstrated GLS to be able to detect early LV impairment and a preoperative GLS cut-off value that is predictive of postoperative outcomes, ranging from −17.9 to −21.7%. 

.

Não temos dúvida que a fração de ejeção pode estar preservada, mesmo quando o GLS já está reduzido.

Avaliar o GLS na insuficiência Mitral Moderada ou Acentuada parece mesmo ser muito útil.

Strain: Ainda buscamos o normal?

Conclusão
Utilizando a análise de teste-reteste e CVs, verificamos que um RCV de 15% para GLS representa uma estimativa optimista na prática clínica de rotina. Com base nos nossos resultados, é necessário um VCR mais elevado de 17%-21% a fim de proporcionar uma elevada probabilidade de mudança clinicamente significativa no GLS em todos os participantes. A metodologia aqui apresentada para determinar a reprodutibilidade das medições e VCR é facilmente traduzível em prática clínica para qualquer parâmetro de imagem.

Traduzido com a versão gratuita do tradutor – http://www.DeepL.com/Translator

https://doi.org/10.1111/echo.15482

Não é natural fazer exercício deitado! Veja as diferenças

For cycling in supine position, the seat and upper part of the ergometer were set in horizontal and the crank axis was set above the body. The legs were elevated about 30 degrees.

Para ciclismo em posição supina, o banco e a parte superior do ergómetro foram colocados na horizontal e o eixo da manivela foi colocado por cima do corpo. As pernas foram elevadas cerca de 30 graus.

https://physoc.onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.14814/phy2.13945

The mean PAP (peak: 45 ± 7 vs. 40 ± 11 mmHg, P = 0.006) and PAWP (peak: 17 ± 4 vs. 11 ± 7 mmHg, P = 0.008, supine vs. upright, respectively) throughout the test in supine position were significantly higher compared with in upright position, because of preload increase