Pausa no Blog para a virada de ano. Feliz 2013

O blog fará uma pausa para a virada e se despede dos leitores. O ano de 2012 foi um teste e exigiu paciência de monge budista com o mercado de trabalho em cardiologia e ecocardiografia. Conhecemos tubarões, infelizmente diplomados em medicina, que usam os métodos de imagem como meio de exploração de colegas e reconhecemos médicos frustados que culpam os métodos de imagem pelo custo da medicina. O paciente sobreviveu à todos, graças a 90% dos médicos que ainda praticam medicina e colocam o paciente em primeiro lugar. Ao contrário do que parece, médicos com M maiúsculo não vão desaparecer. Vão de fato acordar e exigir melhores pagamentos. A medicina não é um produto comum, como pasta de dente, as leis de mercado devem ser barradas pela ética. Ajuda muito acreditar que agora o D.I.C caminha junto com os ecocardiografistas e deixou de ser a realeza figurativa. Vamos cuidar do que é nosso e proteger os pacientes. Feliz 2013!!!!

Cinco previsões para a Ecocardiografia em 2013

1- Seremos em menor número que as necessidades do mercado de ecocardiografia. Fora das grandes capitais, principalmente. O número de solicitações de ecocardiograma aumenta exponencialmente até nos serviços públicos e não teremos ecocardiografistas! ……………………………………………………………………………2- Os planos de saúde irão pressionar os executores de exames diagnósticos, como acontece em Campinas, para diminuir ou congelar o repasse para o exame. CBHPM? Um sonho distante para os exames de imagem. ……………………………………………………………………………3- Os portáteis mais básicos perderão espaço para portáteis intermediários que cairão para um custo abaixo de 100 mil. ……………………………………………………………………………4- O método de Strain será difundido entre os usuários mais pelo seu baixo custo do que por seu uso. ……………………………………………………………………………5- O Eco de esforço não precisará mais provar sua superioridade ao exame farmacológico no Brasil, dez anos após esse assunto ser definido na Europa e EUA.,

Feliz Natal para todos os leitores do blog.

O final de um ano como o de 2012 nos deixa felizes e otimistas. O mundo da ecocardiografia não acabou. Os portáteis se espalham como formigas, o 3D vai de vento em popa, o ecocardiograma não é estrela de nenhum congresso mas é assunto de todos os cardiologistas.

A equipe da EchoTalk deseja um feliz Natal para todos!

2012: Cinco melhores notícias do ano.

1- O DIC virou o departamento dos sonhos dos ecocardiografistas nacionais! Atendendo a TODOS os pedidos dos leitores do blog aos longo dos anos e provando que o apoio a eleição do presidente Jorge Assef foi uma decisão mais do que acertada!

2- A Siemens consegui fabricar um 3D de verdade! O SC2000 mostrou no blog que 3D é outra coisa!!!……………………………………………………………….. …………………………………………………………………………………………………………….. 3- O Vscan faz sucesso nas mãos de emergencistas e intensivistas e passa a ser fundamental no manejo do paciente grave.

………………………………………………………………………………….. 4- O Strain virou uma mania na ecocardiografia! Método para pesquisa, o estudo da deformação miocárdica começa a ser usado na clínica e atinge o ecocardiografista não acadêmico. …………………………………………………………………………………

……………………………………………………………………………………………………………………………………………. 5- Máquinas portáteis são de ponta , medianas ou simples. Todos podem ter um portátil e os mais exigentes podem ter um super portátil. …………………………………………………………………………………………..

Imprimir fotos é fundamental, economize imprimindo: Impressora Tanque de Tinta


Muitos colegas reduzem os custos do laudo de Eco com a economia de fotos impressas. Alguns nem usam fotos!!! Nada mais errado e arriscado. As fotos servem para proteção do ecocardiografista. Invista em impressoras mais econômicas e economize em processos.

2012: Cinco melhores artigos do ano no blog

Função do VD.…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………… Diástole no pós infarto……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………. Modo M Color da disfunção diastólica…………………………………………………………………………………………………………………………………….. Eco de Esforço e pressão arterial…………………………………………………………………………………………….Hemorragia na placa ……………………………………………………………………………………………………………………