Cinco previsões para a Ecocardiografia em 2013

1- Seremos em menor número que as necessidades do mercado de ecocardiografia. Fora das grandes capitais, principalmente. O número de solicitações de ecocardiograma aumenta exponencialmente até nos serviços públicos e não teremos ecocardiografistas! ……………………………………………………………………………2- Os planos de saúde irão pressionar os executores de exames diagnósticos, como acontece em Campinas, para diminuir ou congelar o repasse para o exame. CBHPM? Um sonho distante para os exames de imagem. ……………………………………………………………………………3- Os portáteis mais básicos perderão espaço para portáteis intermediários que cairão para um custo abaixo de 100 mil. ……………………………………………………………………………4- O método de Strain será difundido entre os usuários mais pelo seu baixo custo do que por seu uso. ……………………………………………………………………………5- O Eco de esforço não precisará mais provar sua superioridade ao exame farmacológico no Brasil, dez anos após esse assunto ser definido na Europa e EUA.,

Deixe uma resposta