Roberto Lang e o 3D Automático


gr11

.

http://www.onlinejase.com/article/S0894-7317(17)30396-6/fulltext

.

Results

Automated analysis failed in 31/300 patients (10%). Patients with poor image quality (n = 72, 24%) showed suboptimal agreement with the reference technique, especially for LVEF. Importantly, patients with adequate (n = 89, 30%) and good (n = 108, 36%) images showed small biases and excellent correlations without border corrections, which were further improved with editing. In contrast, border corrections by inexperienced readers did not improve the agreement with reference values.

.

A pergunta continua:

  • Por que corrigir uma imagem 3D com o uso dos cortes 2D?

.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s