Achados do ecocardiograma na Pandemia

Circulation. 2020;142:342–353.

DOI: 10.1161/CIRCULATIONAHA.120.047971

CONCLUSIONS: In COVID-19 infection, LV systolic function is preserved
in the majority of patients, but LV diastolic function and RV function are
impaired. Elevated troponin and poorer clinical grade are associated with
worse RV function. In patients presenting with clinical deterioration at
follow-up, acute RV dysfunction, with or without deep vein thrombosis, is
more common, but acute LV systolic dysfunction was noted in ≈20%.

Ganho demais gera fantasmas

A imagem acima surgiu nas mídias sóciais com a pergunta:

O que são as ondas com sombras mais fracas?

Respondi que o ganho estava errado

Não se deve analisar Doppler branco assim.

Todo envelope de Doppler têm que ter uma borda mais intensa

e o centro menos intenso. Precisa ser granulado, não parede branca.

.

Pelo menos, na EchoTalk, usamos esta regra.

Quem vê cara, não vê coração

Apical 4 chamber view - normal (transthoracic echocardiography ...

O ecocardiograma é um exame de imagens e medidas repetidas.

.

No início da carreira, não é raro sermos induzidos a erros.

Entrando na sala um paciente de 180 cm e 100 kg, com história de HAS, nossa tendência é encontrar hipertrofia, disfunção diastólica e dilatação do AE

.

A influência é subliminar e usa os conhecimentos de prevalência dos achados nos grupos de risco.

.

Tentamos ensinar isto na residência e cursos.

O septo de um obeso foi medido em 8 mm? É isso mesmo

Volume do átrio esquerdo de 30ml/m2 em paciente hipertenso de longa data? Pode ser, sim.

.

O laudo deve ser objetivo e baseado em medidas, não na história ou aparência.

.

Houve uma época no serviço que todo hipertenso tinha 12mm de septo.

Corrigimos voltando para a medida objetiva.

Hoje hipertensos têm 9 mm, em média.

Caso de hoje, hipertenso:

Septo de 8 mm e parede posterior de 8 mm