A salvação do transesofágico virá do preservativo.


.
O CCIH vê como possível e seguro a realização do transesofágico com o preservativo e sem a desinfecção entre os exames, caso não exista a ruptura do mesmo.
.
Qual a vantagem real?
A quebra do transdutor ocorre frequentemente na desinfecção.
O produto resseca as borrachas de vedação e estraga a sonda.
O tempo para desinfecção congela a produtividade do serviço.
O custo de pessoal é maior com a desinfecção.
.
Agora sim, estamos sendo realistas com um exame fundamental e, muitas vezes, indispensável.
.

2 comentários em “A salvação do transesofágico virá do preservativo.

Deixe uma resposta