Concorrência no Eco e o papel na prática da prova de especialista


.
Não ouvi pessoalmente mas uma fonte confiável afirmou:
– “A prova do título de especialista em ecocardiografia serve como reserva de mercado para os verdadeiros ecocardiografistas”.
Frase de um(a) presidente do DIC dita em público.
.
Parece que não está funcionando, já que o mercado está muito concorrido na maioria do país, como mostra a pesquisa.
.
Extrapolando a pesquisa e usando os novecentos e poucos titulados como amostra padrão, para três mil executantes de ecocardiografia, seria um titulado para cada dois sem título trabalhando no mercado.
.
Então não serve para nada? Aí já é outra discussão…
.
O importante da pesquisa é a mensagem:
– Vai sobreviver da ecocardiografia? Prepare-se para a concorrência acirrada.
.

Para refletir em 2014: Área valvar na estenose com FE rebaixada

Aortic Valve Area, Stroke Volume, Left Ventricular Hypertrophy, Remodeling, and Fibrosis in Aortic Stenosis Assessed by Cardiac Magnetic Resonance Imaging
.
By CMR, however, planimetric AVA(Valvar area) was larger in LF/LG (0.54±0.08 cm2/m2) and LG/NF (0.61±0.08 cm2/m2) than in HG/LF (0.46±0.07 cm2/m2; P<0.05) AS, and indexed LV mass was lower in LG/LF (75±12 g/m2) and LG/NF (81±18 g/m2) than in HG/LF (100±27 g/m2; P<0.05) AS
.
CMR confirmed that classification of AS patterns by TTE was overall accurate. We observed a good correlation between measurements of LVOT, stroke volume, and aortic valve area between TTE and CMR.

Patients with paradoxical LG/LF and LG/NF AS had less severe AS severity, less hypertrophy and remodeling, and a similar amount of focal fibrosis compared with HG AS.
.

.
E agora, senhores ecocardiografistas, como explicar os achados de área valvar superior na estenose aórtica com gradiente baixo????
.