Comprar aparelho com o dólar alto?

Imagem

.

O dólar subiu 20% nos últimos 12 meses e elevou o preço dos aparelhos importados.

.

Melhor esperar o preço cair para trocar?

.

Poucos analistas financeiros acreditam na queda do dólar. A maioria aposta na manutenção ou alta durante 2014.

.

Depende de tantas variáveis que fica difícil dizer quem tem razão.

.

Acredito que uma boa negociação agora no congresso DIC seja melhor que esperar a moeda americana baixar.

.

Com a volta dos juros elevados, pagamentos de curto prazo merecem descontos reais.

Parcelamento sem juros exige atenção especial ao verdadeiro preço.

Evite financiamento de multinacionais que ganham mais financiando do que vendendo máquinas.

O PROGER é bem mais interessante,  leia aqui. Tem mais burocracia e dificuldades mas com certeza economizará seu dinheiro.

.

 

Comprar um aparelho topo de linha ou um intermediário.

Imagem

.

Leitor do blog fez uma pergunta que é frequente:
– Compro um aparelho topo de linha ou intermediário?
A resposta é dependente da projeção de exames ou da demanda.
.
Aqui no Brasil produtividade é tudo.
As contas implodem qualquer serviço de baixa eficiência.
Nomes de destaque na pesquisa enfrentaram a dura realidade da falência ou redução de seus serviços diagnósticos.
.
No nosso sistema de trabalho, ou você têm baixo custo ou têm alta produtividade.
Baixo custo só em serviços pequenos com laudo em CD e pouquíssimos funcionários.
Os demais são obrigados 40 exames por dia em cada máquina, ou mais.
.
O desafio é fazer exames de qualidade em pouco tempo.
Aí entra a vantagem de um aparelho de ponta.
Transdutores matriciais são melhores

Bons dispositivos de ColorDoppler são essenciais.
Fora a adequação do ambiente.
.
A resposta ao leitor é essa:
Alta demanda em local de alto custo:
Máquina topo de linha e produtividade perseguida obsessivamente.

.

Local de baixa demanda e custos intermediários, 

máquina barata e pés no chão.

.

Imagem