Errando com a diretriz de ICC

1a

.

O blog defende o uso das diretrizes. Pois errar seguindo a diretriz é melhor que errar sozinho.

.

Alguns casos porém, são diferentes.

.

A decisão abaixo, tem problemas (Reproduzida do cardiopapers)

.

1b

.

Primeiro, o Simpson não é uma formula inequívoca da função sistólica.

Estudos apontam desvios de até 15%.

.

1a

.

Como usar uma medida de 40 a 49% para uma fórmula que pode ter 15% de erro?

O próprio intervalo é menor que o erro.

.

Veja a diretriz aqui.

.

A insistência na fração de ejeção retrocede no conhecimento de diástole atual.

O uso de BNP recomendado, está associado a Diástole mais do que a Sístole.

.

Quando o assunto é sintomatologia, somente a diástole ao esforço pode separar os pacientes mais complexos.

.

Ou mesmo a pressão pulmonar ao esforço:

http://ehjcimaging.oxfordjournals.org/content/17/1/106.long

.

Faltou bom senso.

Diretrizes que criam grupos baseados em medidas com amplos erros, erram na largada.

.

E não foi por falta de ecocardiografista capacitado no grupo!

Deixe uma resposta