Obesos: Problemas maiores que a superfície corporal

https://www.ahajournals.org/doi/10.1161/JAHA.119.014609

A iniciativa acima foi muito boa .

Precisa dar bastante valor ao ângulo do Doppler, que no obeso pode ser um desafio para os valores do D Tissular.