Missão dada é missão equipada e paramentada.

www.nytimes.com/2020/04/01/opinion/coronavirus-doctors-protective-equipment.html

Em Bellingham, Washington, o médico da E.R., Ming Lin, pediu às mídias sociais melhores proteções para os pacientes e a equipe do Centro Médico St. Joseph PeaceHealth, onde trabalhou por 17 anos.

  “Eu tenho medo da minha equipe”, alertou Lin. “Moralmente, acho que quando você vê algo errado, precisa falar.”

.

Ele foi demitido

.

Às vezes, os hospitais desencorajam os funcionários, mesmo que tragam seus próprios equipamentos de proteção, por medo de assustar os pacientes ou deixar outros funcionários se sentindo desprotegidos. Na cidade de Nova York, a Dra. Ania Ringwelski, uma médica de E.R., estava preocupada com o que ela considerava insuficiente EPI fornecido pelo Weill Cornell Medical Center, então na semana passada ela conseguiu o seu.

“Quero ajudar, mas preciso me sentir protegida” disse-me o Dra. Ringwelski. “Não espero que o hospital o ofereça neste período de escassez, mas se puder adquiri-lo por conta própria, gostaria de poder usá-lo.”

O hospital se recusou a permitir isso e a mandou para casa. O futuro dela não está claro.

.

Ela foi suspensa

.

Deixe uma resposta