Em busca da hipertensão pulmonar no COVID-19

Estamos intrigados com a falta de hipertensão pulmonar significativa em casos com pneumonia grave do COVID-19

Como pode uma infecção ampla, que derruba a saturação de O2, não elevar a pressão pulmonar para mais de 55 mmHg?

Pode ser a metahemoglobina levantada no artigo.

A saturação cai por outro motivo paralelo, não apenas por dificuldade de troca no parênquima

Um caminho a se considerar.

Deixe uma resposta