BRE é de doer!

Fazer Ecostress de esforço em paciente com BRE é um desafio interessante.
Uso 3 diferentes ferramentas para melhorar a sensibilidade/especificidade:

1-Zoom em separado de cada parede, retirando a confusão do batimento global
2-Medida do volume sistólico final ao repouso e no pico.
3-Modo M do septo ao repouso e no pico.

Depois de um tempo, fica mais fácil.
No mínimo, bem melhor que qualquer cintilografia.
Veja o vídeo abaixo e acerte na mosca!

vídeo

Deixe uma resposta