Muito além da doença localizada na carótida…


Genetic and Environmental Contributions to Carotid Intima-Media Thickness and Obesity Phenotypes in the Northern Manhattan Family Study . Stroke. 2004;35

A história familiar é ignorada pelo Score de Framingham.
O estudo acima é só mais um que comprova a relação fortíssima entre fatores hereditários e risco cardio-vascular.
Mudei meu conceito sobre ateroclerose quando começei a fazer exames de carótidas.
Quando faço em pacientes com história familiar precoce de doença cardiovascular, os resultados são surprendentes!
Para diminuir morte súbita, no âmbito populacional, a melhor estratégia não é desfibrilador de 40.000 reais, é uma história familiar bem tirada e um simples exame das carótidas!

Deixe uma resposta