Para toda Ferrari parece haver um Barrichelo…

Caso da reunião de cardio:

Mulher com 39 anos e história de febre reumática, edema de membros inferiores, hepatomegalia e estase jugular. Dispnéia aos esforços não habituais.

Ecocardiograma:
AE 42 mm : VE 48 mm : VD não medido F. ejeção 65%
Área pelo PHT de 1,5cm2, gradiente máximo mitral de 32 mmhg e médio de 14 mmhg.
Pressão pulmonar máxima de 45 mmhg.

???????????????????????????

Como pode?
Átrio esquerdo pequeno e gradiente médio de 14 mmhg?
Gradiente máximo de 32 mmhg e área de 1,5 cm2?
Pressão pulmonar de 45 mmhg para qual pressão estimada do AD?
A cava inferior não foi descrita? e o VD????

“Ao digitar um laudo, leia com atenção e veja se você entende o que está escrito pois o exame PRECISA fazer sentido!”

Decisão da reunião? Repetir o exame…

Quando o exame é desvalorizado por quem o realiza e vive dele, que outro pode lhe dar valor?

Deixe uma resposta