Ezetimibe, Carótidas e trials

Você sabia que ao dar um IECA, Betabloqueador, Antagonista da angiotensina, em indicações precisas e comprovadas por grandes estudos, parte dos pacientes não vão responder por variabilidades genéticas?
Chama-se FARMACOGENÉTICA, e está bem definida.
E o que acontece se você pegar uma população geneticamente diferente( com 320 de LDL de entrada!!!!), que representa só 0,2% da população e testar uma droga nesse grupo ?
A resposta só vale para o grupo específico.
Resumindo, só pacientes com hipercolesterolemia familiar heterozigótica têm comprovadamente uma resposta ineficaz da associação sinvastatina / ezetimiba!
E ainda usaram a minha querida espessura íntima-média para essa trapalhada internacional!!!
Daqui a pouco vão culpar o método…

Deixe uma resposta