A Tomo do terceiro elemento.

.
Assista aqui.
.
Parece que a Tomo vai fazer poeira ainda por muito tempo na coronariografia.
.
Um novo detector permite o uso de baixíssimas doses e exames com mais definição espacial e temporal.
.
Alguns exames já usam 0,5 mSv e podem usar menos ainda.
.
O interessante da Tomo é que ela usa princípios de imagem ainda simples, lembrando o RX.
.

Deixe uma resposta