Pit stop do Ecocardiograma: Produtividade


.
Seu serviço de ecocardiografia pode ser muito mais produtivo com uma filosofia de troca do paciente da sala de exames parecida com a Fórmula 1.
.
Na corrida, existe uma busca frenética por redução do tempo de “intervalo” do carro na prova.
.
Em ecocardiografia, o “intervalo” é a troca de pacientes da sala.
.
Reveja o processo, invista no treinamento das funcionárias, melhore a circulação e confira os tempos sempre.
.
Sem incomodar o paciente, sem correria.
.
E deixe o ecocardiografista gastar o tempo que ele achar necessário no exame mais difícil.
.

Quem sofre primeiro é o ventrículo esquerdo

Valvular Heart Disease: Changing Concepts in Disease Management
Left Ventricular Response to Mitral Regurgitation
Implications for Management

.
AQUI
.
Mitral regurgitation (MR) burdens the left ventricle with a volume load that leads to a series of left ventricular (LV) compensatory adaptations and adjustments that vary considerably during the prolonged clinical course of MR
.
</a
.
Vamos pensar no VE?
.

Quando o sinal de M. Esmeraldo falha?


.
Os leitores conhecem o sinal de M. Esmeraldo como marcador de PVM no ecocardiograma.
AQUI
.
Quais são os 20% de exames que têm o sinal e não tem PVM.
Basicamente hipertensos de longa data com dilatação da aorta ascendente.
.
Quais são os pacientes que têm PVM mas não têm o sinal de M. Esmeraldo?
Basicamente os acometidos com insuficiência mitral leve a moderada e dilatação do Átrio pelo refluxo.
.