Como sobrevive um hospital público no Brasil – Parte 2


1a

.

Como vimos anteriormente, a verba para atendimento ao paciente do SUS é baseada em um histórico de anos anteriores.

Mesmo supondo que seja adequada, como aumentar o atendimento?

O sistema normal requer que o serviço aumente a assistência com a verba anterior, faça um histórico com o aumento e peça então, a verba adicional.

Como quase todos os hospitais trabalham no vermelho ou próximo dele, não é viável aumentar a oferta espontaneamente, resultando em agendas de casos novos fechadas ou restringidas.

Uma possibilidade é negociar com a secretaria do estado, uma antecipação para aumentar a oferta de serviços.

Depende do relacionamento e demonstrativos técnicos.

Outra possibilidade e realizar convênios com áreas específicas de interesse do governo, como oncologia, por exemplo.

Esses convênios são acompanhados de verbas que muitas vezes antecipam as despesas.

Um hospital terciário custa muito mais ao estado que os níveis abaixo de assistência, por concentrar procedimentos de média e alta complexidade.

A missão mais difícil é:

– Cumprir com a remuneração da tabela SUS os gastos gigantescos de um hospital regional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s