Como previsto, nova prova, nova data e velhos problemas


1a

Caro Colega,

Diante do cancelamento da prova para obtenção do certificado de atuação na área de Ecocardiografia do dia 06/04/2016, o Departamento de Imagem Cardiovascular (DIC) decidiu, em reunião realizada hoje (07/04/2016), que será aberto um novo processo de avaliação. Por ordem legal, este processo necessita de aprovação da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e da Associação Médica Brasileira (AMB).

A intenção do DIC é aplicar a prova em 8 capitais de acordo com o local de residência da maioria dos colegas que se inscreveram no processo de avaliação anterior: Salvador, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo, Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre.

Devido ao tempo necessário para os trâmites legais a data prevista para a realização da prova é, a princípio, 28/08/2016.

O DIC devolverá os valores pagos para inscrição da prova que foi cancelada, entrando em contato com todos os colegas a partir do dia 18/04/2016.

Para os que compareceram no dia 06/04/2016 para a prova teórica e de vídeo e que se inscreverem para o novo processo de avaliação, o DIC arcará com os eventuais custos de hospedagem e translado desta nova prova.

A confirmação da data e locais da nova prova será divulgada assim que o edital for aprovado pela SBC/AMB.

Comunicamos que o DIC se desvinculou da empresa IBGP – Instituto Brasileiro de Gestão e Pesquisa e, em caso de novos questionamentos, solicitamos a gentileza de encaminhá-los para o DIC no endereço eletrônico depeco@cardiol.br .

Belo Horizonte, 07/06/2016.

Comissão de Habilitação

.

Certo. Então fica assim.

Quem se preparou para Abril, que se prepare para Agosto.

.

Ou

.

Reconheçam que o modelo de avaliação é falho e injusto.

Façam uma prova prática eliminatória de verdade em cada região, aceitem o método como manual demonstrativo e deixem o avaliador regional escolher quem pode pilotar o transdutor.

.

 

4 comentários em “Como previsto, nova prova, nova data e velhos problemas

  • Leitor pergunta qual seria a melhor conduta , mesmo não mudando a avaliação . Seria repetir o local e arcar com todas as despesas do candidato.

  • Concordo com última afirmação, para reduzir tempo de uma prova escrita e gastos financeiros, o DIC mesmo arcando com as despesas de hotel, passagem ou outro tipo de locomoção como gastos de viagem de carro ( gasolina), agendas de exames e plantões desmarcados, o DIC deveria indicar médicos com título há mais de cinco anos, para avaliar os profissionais na prática e questionamentos do exame e enviar sua avaliação para a sociedade.
    Sou um desconhecido ecocardiografista sem expressão na sociedade de eco, mas se todos se manifestarem com e-mails e até mesmo os responsáveis por este blog talvez possamos começar a mudar o rumo da nossa profissão.
    Talvez seja essa a oportunidade para a mudança.
    Grato

    Márcio Ribeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s