Strain é melhor que o 2D. Com o 3D é melhor não comparar…


f1-large1

.

Global longitudinal strain: a useful everyday measurement?

.

Conclusion

This study demonstrates that GLS is a more reproducible method for assessing left ventricular systolic function than 2D ejection fraction, adding security to the clinical decision-making process regarding continuing Herceptin therapy, an agent which improves prognosis in breast cancer. The difference between intra- and inter-observer variability in the assessment of GLS is less marked compared with 2DEF suggesting that such scans could be performed by more than one operator without reducing accuracy and reproducibility, allowing greater flexibility in busy departments.

.

Por enquanto, a tarefa do Strain longitudinal é bem simples.

Demonstrar que é melhor que o Simpson 2D comum.

.

Mas todos nós sabemos que o padrão ouro na avaliação do VE é o ecocardiograma 3D.

.

Vale a pena mudarmos para o Strain longitudinal agora para depois abandonarmos tudo pelo 3D full ?

.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s