Fast Echo não está pronto para ser um exame complexo

.

Quadro interessante mostrando as expectativas dos intensivistas e os resultados obtidos na realidade.

.

O exame realizado com o nome FoCUS parece que perde o foco ao abraçar técnicas que mesmo na rotina de um Laboratorio de ecocardiografia são de uso muito difícil

.

Usar o PISA na beira do leito é um aposta arriscada, por exemplo.

.

Strain ainda é uma técnica em evolução no uso planejado.

.

A proposta inicial de avaliar volemia, função contrátil e pressões é a mais acertada para o momento.

.

Avaliar a veia Cava é quase sempre fácil .

Obter um corte 4C analisável, no mínimo qualitativamente, também não costuma ser um desafio

Captar o refluxo Tricúspide com envelope bom pode ser difícil mas sempre teremos a curva de aceleração do fluxo pulmonar para ajudar

.

Dentre as novidades, as medidas de Doppler tecidual do anel Mitral e do anel Tricúspide são também fáceis se já obtivemos o 4C

.

Desenhar o Simpson? Aí você precisa de um ciclo Cardiaco bem definido ao 4C e 2C

.

As respostas estão no exame, desde que você não faça perguntas complexas

.

Deixe uma resposta