Strain GLS não deveria ser obrigatório?

402fig05

.

https://www.ahajournals.org/doi/full/10.1161/CIRCULATIONAHA.115.015884?url_ver=Z39.88-2003&rfr_id=ori%3Arid%3Acrossref.org&rfr_dat=cr_pub%3Dpubmed

.

Conclusions—

Impaired left ventricular systolic function is a powerful predictor of HF hospitalization, cardiovascular death, or aborted cardiac arrest in HFpEF independent of clinical predictors. Impaired LS represents a novel imaging biomarker to identify patients with HFpEF at particularly high risk for cardiovascular morbidity and mortality.

(Conclusões
A função sistólica ventricular esquerda prejudicada é um poderoso preditor de hospitalização por IC, morte cardiovascular ou parada cardíaca abortada em ICFEP independente dos preditores clínicos. O LS prejudicado representa um novo biomarcador de imagem para identificar pacientes com ICFEP com risco particularmente alto de morbidade e mortalidade cardiovascular.)
.
1a.jpg
.
Mesmo quando a fração de ejeção é preservada, o GLS pode marcar uma evolução pior.
.
Usaram o Software abaixo:
Digitally acquired baseline echocardiography images in DICOM format with acceptable image quality were uploaded to TomTec software (Munich, Germany) for deformational analyses (2D Cardiac Performance Analysis) as previously described
.
Não sabemos se os valores encontrados são semelhantes aos outros softwares em uso mas parece que abaixo de 20% é anormal e abaixo de 15% é marcador em todos os softwares.
.
A pergunta é:
– Sendo útil e fácil até em casos de riscos menos alarmantes como na HFpEF, por que não é obrigatório?
.