Todos os caminhos levam ao TAVI?


.
AQUI ARTIGO EUROPEU
.
Echocardiography for transcatheter aortic valve implantation
Derek Chin
.

.
Transcatheter aortic valve implantation (TAVI) is a new technique that may transform the treatment of patients with aortic valve disease
.
In Leicester, we use transthoracic echocardiography (TTE) for primary screening of patients and diagnosis of aortic valve and other cardiac disease; transoesophageal echocardiography (TOE) for assessing aortic root anatomy, TAVI procedural guidance, and management of intraoperative complications.
.
Conclusions

Echocardiography has an essential role in the planning and provision of TAVI for high-risk patients with severe AV stenosis.
.
Em congressos, o tema é tão frequente que parece o dia a dia dos serviços de cardiologia. Não é. Os números são tímidos no exterior e beiram o mínimo no país. Mas a uma força superior os empurra e os implantes vão aumentar em ritmo acelerado. Não vi dificuldades na realização dos exames ecocardiográficos necessários, parece que todos que dominam o transesofágico podem participar.

FA e o Átrio esquerdo: Grande e fraco

Artigo do post anterior e o atual AQUI
.

.
Evidence from these studies indicates that LA volume encompasses information not captured by clinical data or one-dimensional M-mode assessment and thus represents a superior predictor of outcomes including AF
.
Interessante notar que o valor não é indexado para a superfície corporal

Átrio esquerdo: Para crescer e ficar forte.

Clinical Implications of Left Atrial Enlargement: A Review
.
AQUI COMPLETO
.

.
Imagem grande aqui
.
Pathophysiologic Determinants

LA enlargement is mostly the result of pressure and/or volume overload. LA enlargement due to pressure overload is usually secondary to increased LA afterload in the presence of mitral stenosis or LV dysfunction. The relationship between LA enlargement and increased LV filling pressure has been shown in individuals with25 and without26 mitral valve disease. LA volume overload resulting from mitral valve regurgitation, arteriovenous fistula, left to right shunt, or high cardiac output state can also contribute to LA chamber remodeling.
.

Feigenbaum no bolso. A evolução


.
No final de 1996, 4 meses antes de iniciar a residência em ecocardiografia, comprei o livro mais recente do Feigenbaum.
.
Comecei a leitura antes de colocar os pés no setor. Nem sabia onde colocar o transdutor!
.
Em fevereiro de 1997 iniciei o estágio e já tinha lido 2/3 do livro. Carregava o livro-tijolo para todos os lados. Tinha pressa de aprender pois iria mudar de cidade após a conclusão da especialização.
.
Enquanto fazia as primeiras imagens, as fotos e textos do livro passavam em minha cabeça…
Estabeleci uma relação com o livro que nunca havia experimentado!
.
Compro todas as edições desde então.
.
Agora ando com a de bolso no meu iPad e iPhone.
.
Ontem, pleno Domingo, enquanto esperava meu avião de retorno a Campinas, li sobre avaliação ao Doppler da função sistólica…
.
Agora que o Feigenbaum se aposentou, as feras abaixo cuidam do alto nível:
.

.
O Armstrong é um dos cardiologistas mais influentes dos EUA e o Ryan deve ser o mais inteligente e produtivo da América do Norte.
.

Átrio esquerdo: Sala de espera do Ventrículo?

Diastolic dysfunction and left atrial volume
.
AQUI
.

.
Atrial remodeling and DD
Although previous studies have established the association of CV disease and LV remodeling with LA enlargement, the mechanism whereby CV disease and LV remodeling results in LA remodeling has not been conclusively defined. Atrial myopathy independent of ventricular dysfunction could lead to LA remodeling independent of hemodynamic load. Volume overload secondary to mitral regurgitation and elevated LV filling pressures in patients with reduced EF are well recognized to be associated with LA enlargement. However, in patients with normal systolic function and without mitral regurgitation, those factors mediating LA remodeling are less clear.
.
Conclusions
In the general population, atrial remodeling as assessed by LAVi is closely associated with the severity of DD, a relationship that persists after adjustment for pertinent clinical and echocardiographic covariates. However, LAVi does not reliably predict milder but prognostically important degrees of DD, and the severity of DD is most predictive of future death.

Produtividade sem correria: Sugestão de sala EchoTalk


.
Entrada do paciente separada, para circulação livre.
.

.
Computador para laudo na sala de exames e preferencialmente, sem mudar de cadeira.
.

.
Entrada e saída de médicos e funcionários independente. Sem trombadas ou esperas desnecessárias.
.

.
Biombo para troca de roupa e colocação do avental descartável (Obrigatório). Privacidade para a troca de roupa enquanto o médico lauda o exame recém realizado.
.

Pit stop do Ecocardiograma: Produtividade


.
Seu serviço de ecocardiografia pode ser muito mais produtivo com uma filosofia de troca do paciente da sala de exames parecida com a Fórmula 1.
.
Na corrida, existe uma busca frenética por redução do tempo de “intervalo” do carro na prova.
.
Em ecocardiografia, o “intervalo” é a troca de pacientes da sala.
.
Reveja o processo, invista no treinamento das funcionárias, melhore a circulação e confira os tempos sempre.
.
Sem incomodar o paciente, sem correria.
.
E deixe o ecocardiografista gastar o tempo que ele achar necessário no exame mais difícil.
.

Quem sofre primeiro é o ventrículo esquerdo

Valvular Heart Disease: Changing Concepts in Disease Management
Left Ventricular Response to Mitral Regurgitation
Implications for Management

.
AQUI
.
Mitral regurgitation (MR) burdens the left ventricle with a volume load that leads to a series of left ventricular (LV) compensatory adaptations and adjustments that vary considerably during the prolonged clinical course of MR
.
</a
.
Vamos pensar no VE?
.