Modo M: Não descartem uma modalidade antiga mas consagrada, velha mas muito rápida.


1a

.

http://www.onlinejase.com/article/S0894-7317(10)00058-1/fulltext

.

Nós e vejam vocês, o Harvey Feigenbaum,  discordamos frontalmente da posição do ilustre professor Badano.

.

1a

.

Um laboratório que não usa o modo M abre mão de uma modalidade consagrada, rápida e barata.

Abre mão de analisar movimento com taxa de quadros acima de 200 qps.

Abre mão de estudar o fluxo mitral em escala temporal

Abre mão de analisar os movimentos das válvulas em detalhe

Abre mão de identificar escapes ao color M

e leiam no artigo acima um número enorme de utilizações!

.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s