Ejeção no BRE comparado ao 3D

https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/echo.13758

Os volumes diastólicos do VE não foram significativamente diferentes, enquanto os volumes sistólicos foram subestimados pelo ecocardiograma 2D, sendo este achado mais pronunciado quando SDI ≥ 6%.

Conclusão
Nos pacientes com BRE e alto IDS (≥ 6%), os valores de FEVE foram superestimados e os volumes sistólicos foram subestimados pelo ecocardiograma 2D comparado ao ecocardiograma 3D.

.

Interessante achado de FE mais elevada no 2D.

Em comparação com o 3D, é claro.

Pois em comparação com o paciente sem Bloqueio, a FE custuma ser mais baixa ao Simpson.

.

Temos dúvida se esta redução é verdadeira ao 2D, mas agora, com a avaliação acima, pode ser que seja até uma variação discreta frente a realidade do 3D.

.

Deixe uma resposta