Colesterol tem a ver com placa calcificada em estudo de TC

LDL-C level was significantly associated with an increased risk of calcified plaques rather than non-calcified or mixed plaques.

However, prospective trials are needed to show whether screening for non-obstructive coronary atherosclerosis by imaging tools could help improve outcome of such individuals. Therefore, more evidence is still needed to inform treatment decision-making in this low-risk category.

.

https://academic.oup.com/ehjcimaging/article/20/8/866/5488837

Os estudos com IMT de carótidas apontam relação entre a espessura e a taxa de eventos. Alguns apontam relação com a presença de placas na coronária.

.

A TC já aponta, no estudo acima, maior taxa de calcificação em pacientes com elevação do LDL.

.

São conhecimentos diferentes e aplicações que podem ser confusas, já que a placa menos calcificada têm maior taxa de eventos, aparentemente.

.

O que o clínico precisa saber em relação aos exames de aterosclerose subclínica?

Importante é a taxa de eventos relacionadas ao marcador.

Em uma população acima dos 50 anos, achados de placas coronárias são comuns.

.