Refluxo Aórtico: Quando operar?


1a

.

http://circ.ahajournals.org/content/circulationaha/early/2014/02/27/CIR.0000000000000029.full.pdf

.

A diretriz acima coloca os pacientes assintomáticos em categorias claras de indicação.

.

F1.large.jpg

.

Estudos recentes questionam os volumes de ventrículo usados.

http://www.onlinejacc.org/content/68/20/2144

.

As avaliações começam com o ecocardiograma funcional valvar mas depois, apenas as dimensões e fração de ejeção importam.

.

Será que estamos chegando tarde, mesmo usando a diretriz?

.

A primeira correção é usar sempre o volume indexado. Pois já aprendemos com o átrio esquerdo que a superfície corporal é indispensável.

.

A segunda é usar o Simpson sempre, nem pense em Modo M com ventrículos remodelados. Com o cuidado de não cortar as laterais e inventar a borda ! Ventrículos grandes não cabem na largura padrão do transdutor. Abra mão da profundidade e taxa de quadros mas coloque o ventrículo inteiro na imagem.

.

A terceira dica é a busca do paralelo perfeito com o fluxo/refluxo na aorta descendente. Apenas o alinhamento impecável mostrará o verdadeiro envelope de Pulsado do refluxo .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s