Farmacológico em paciente apto ao exercício? Cuidado.

1a

Stress Testing Methods
Exercise stress testing. For patients who are capable of performing an exercise test, exercise stress rather than pharmacologic stress is recommended.

.

https://www.asecho.org/wp-content/uploads/2013/05/Performance-Interpretation-and-App-of-Stress-Echo.pdf

.

1a

.

Pharmacological stress echocardiography is the choice for patients in whom exercise is not feasible or contraindicated

.

https://academic.oup.com/eurheartj/article/30/3/278/486217

.

1a

.

https://heart.bmj.com/content/90/suppl_6/vi23

.

For the diagnosis of myocardial ischaemia, there appears to be no difference in the accuracy and prognostic information of dobutamine stress echo compared to exercise stress echo, although it is possible that for milder forms of coronary artery disease, treadmill may be advantageous

.

2013 ESC guidelines on the management of stable coronary artery disease: The Task Force on the management of stable coronary artery disease of the European Society of Cardiology

.

https://academic.oup.com/eurheartj/article/34/38/2949/442952

.

Stress echocardiography is performed with exercise (treadmill or bicycle ergometer) or with pharmacological agents.121 Exercise provides a more physiological environment than pharmacological tests and provides additional physiological data, such as exercise time and workload, as well as information about changes in heart rate, blood pressure and ECG. Thus, exercise is the test of choice when feasible (Table 15).

Cardiopatia dilatada ao ecocardiograma

british-1600x720

.

Diagnosis and assessment of dilated cardiomyopathy: a guideline protocol from the British Society of Echocardiography

.

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5574280/

.

Respeitamos muito a medicina britânica.

Gastando 1/3 da Americana por paciente tratado, têm os mesmos resultados de mortalidade e morbidade.

.

Estatal em sua quase totalidade, usa as ferramentas de diagnóstico com racionalidade.

.

1a

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5574280/table/tbl1/?report=objectonly

.

Uma aula de ecocardiografia na cardiopatia dilatada que não se vê em guidelines formais.

.

 

Contraste espontâneo: Por que?

.

http://eclinpath.com/hematology/morphologic-features/red-blood-cells/patterns/

.

A explicação acima é muito elegante e parece correta

.


.

Mas o achado parece mais complexo, relacionado ao fenômeno de Bernoulli e a alta pressão de locais com baixa velocidade.

.

Hemácias com 1*7 micrômetros não são fáceis de serem demonstradas ao ultrassom de 3 MHz

.

Protetor para TEE: Parece melhor do que é de fato.

1a.jpg

.

https://academic.oup.com/ehjcimaging/article/12/10/i17/2396792

.

Outro dia um médico ecocardiografista me procurou entusiasmado com a proteção de latex para o transesofágico.

.

Apesar de parecer ser uma solução rápida e prática para TEE em sequencia, não foi analisado assim nas publicações.

.

No HC UNICAMP não usamos.

.

1a

Espessura miocárdica indexada é superior

.

.

https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/echo.14317

.

Espessura miocárdica ao ecocardiograma é uma fonte de erros e existe desde a invenção do método

.

Indexar não é resolver 100% do problema mas ajuda bastante.

.

.

A desconexão com a altura mostra o viés patológico do achado

.

Tenho a impressão que a medida feita ao 2D leva a maiores equívocos, comparado ao quase abandonado Modo M.

.

Encontro facilmente medidas superiores à normalidade, feitas em fotos do 2D, em indivíduos claramente normais.

.

Antes de indexar, precisa buscar uma imagem confiável .

.

Nossa dica é o Modo M “linha”

.

https://echotalkblog.com/2015/05/06/modo-m-nao-descartem-uma-modalidade-antiga-mas-consagrada-velha-mas-muito-rapida/

.