5 maiores da SOCESP 2011

1- O tridimensional está ficando mais rápido, mais fácil e possível para grandes grupos. As 3 grandes já concorrem no mercado de 3D, inclusive transesofágico.
O exame poupa tempo, faz avaliações de massas e volumes sem erros e vai substituir o modo B.
.
2- Os portáteis ficarão menores, o VSCAN vai vender como água, a Philips vai finalmente lançar um portátil com preço razoável e a Sonosite corre por fora com o M-TURBO a um preço bem mais competitivo agora.
.
3- O contraste de microbolhas vai voltar a ser vendido e vai falhar de novo no mercado brasileiro.
.
4- O Eco de esforço vai ser finalmente utilizado de rotina e deixaremos, seguindo as diretrizes americanas e européias, o farmacológico para casos especiais.
.
5- Os serviços de imagem cardiovasculares vão ser unificados e os primos ricos tentarão fagocitar os primos pobres da ecocardiografia. O DIC do Assef vai ter que lutar contra isso. No congresso ficou claro que eles não estão para brincadeira, apesar das notícias de radiação vindas do Canadá.