Strain em busca de pagamento (USA)

1a

.

http://asecho.org/new-category-iii-codes-announced-july-1-2015/

.

Nos EUA, os ecocardiogramas com Strain já entraram com código em separado, demonstrando o entendimento como exame codificado e não uma simples complementação do ecocardiograma convencional.

.

O laudo com Strain, que deverá conter o Longitudinal, Transversal, Radial e Torção do ventrículo esquerdo, pode dobrar o tempo de exame ou mais.

.

1a

.

Sendo assim, e com tecnologia nova, seu valor deveria ser pago em separado com igual ao do ecocardiograma convencional acrescido de 30%?

.

 

CDC: Empresa continua responsável por peças de reposição

1a

.

https://www.idec.org.br/consultas/dicas-e-direitos/codigo-de-defesa-do-consumidor-determina-fornecimento-de-pecas-de-reposico

.

 Segundo o CDC, quando um produto deixa de ser fabricado, as peças de reposição devem ser fornecidas por um “tempo razoável”, que, segundo o entendimento do Idec, configura ao menos o tempo médio de vida útil do produto.

.

O código de defesa do consumidor define que o tempo médio de vida de um aparelho de ecocardiografia é o limite mínimo para a oferta garantida de peças.

.

Podemos estimar a vida útil de um aparelho novo, em média, em 10 anos?

.

O colega que pagou 52,66 reais para ser informado da dificuldade que poderá enfrentar, está assegurado pelo CDC.

.

Nos EUA, uma empresa dessas procuraria o cliente com uma oferta irrecusável de troca do aparelho velho por um novo apenas para não ter a divulgação negativa para a marca.

.

Mas aqui, do lado de baixo do Equador, o colega paga a carta e fica sozinho com seu problema.

.

 

Três grandes empresas na ecocardiografia

1a

.

A maior empresa do ramo está em um momento curioso. Após dominar completamente o setor de portáteis, abandonou a linha antiga sem reposição!

Seu lançamento “iq” está bem fora da faixa de preços praticada na antiga linha.

Foi uma decisão administrativa e retirou a empresa do mercado de portáteis com custos acessíveis?

Só perguntando no espaço do expositores do congresso.

.

1a

Mais curiosa ainda é a postura da vice líder em vendas.

Nunca se dedicou verdadeiramente a portáteis.

Seu produto era bom mas teve custo rejeitado no mercado.

Os fixos estão cada vez melhores, o 3D hoje é melhor que a concorrência e a qualidade da marca nunca foi questionada.

Após deixar o mercado de ecocardiografia de lado por anos, voltou com vontade de ser líder.

Precisa trabalhar melhor os preços!!!

.

1a

.

A alemã nunca vendeu bem na ecocardiografia brasileira, apesar de ter o melhor aparelho por anos…

É difícil saber a estratégia da empresa na ecocardiografia brasileira. Existe uma estratégia?

Ausência no congresso mais importante da área só pode ser um péssimo sinal

1a

.

Recebemos frequentes pedidos de orientações para compras em todo o Brasil.

Temos sugestões de regras:

1- Nunca compre aparelhos de empresas que não comparecem ao congresso da área. Elas já demonstraram o quanto você interessa como consumidor.

2- Não compre aparelho usado de marca que vende pouco. A assistência técnica será muito ruim.

3- Mesmo que você compre um básico, certifique-se que a empresa tem o upgrade mínimo para IMT, Ecoestresse e Strain.

4- Seu volume de exames ultrapassa a marca de 80 exames mensais? Compre um aparelho novo

5- Todas as assistências técnicas deixam a desejar. O estoque de peças é baixo ou ausente. Cuide do seu aparelho para ele não quebrar pois o risco de ficar parado é alto com qualquer marca.

 

O metro quadrado da ecocardiografia nacional

1a

.

Existe uma relação entre o empenho de uma empresa fabricante e a motivação para o ecocardiografista escolher a marca?

.

Acreditamos que durante o congresso, podemos medir o interesse da empresa em metros quadrados.

Quem acredita mais, investe mais.

.

Vejam que a holandesa comprou o maior e mais exposto território do congresso.

.

Já a americana, como vem demonstrando recentemente, aceitou ficar em segundo lugar na ecocardiografia.

.

A japonesa não se incomoda de ficar em terceiro, faz tempo.

.

Surpreende a coreana, disputando espaço com a antigas e dominantes.

.

Da Itália, a posição menor.

.

O que isto significa?

.

Opinião:

Compre de quem quer muito vender,

fuja de quem não está se esforçando.

 

Aorta: Gigante é o novo normal

1A

.

https://www.escardio.org/static_file/Escardio/Subspecialty/EACVI/Publications%20and%20recommendations/Recommendations/Echo/Aorta%20Dimension%20Daniel%20ehjci.jew053.full.pdf

.

Chega a ser engraçado o uso para latino americanos das medidas de normalidade expressas no estudo acima.

.

A altura MÉDIA foi de 1,765 cm!!!

.

Por favor, não usem esta tabela na América que não fala inglês.

Não caia na ilusão da superfície corporal como indexador para normalidades anatômicas.

.

Inclusion and exclusion criteria for the study

The study group will consist of adults with technically adequate echocardiograms. Healthy adult Caucasian volunteers aged ≥25 years with normal physical cardiac examination (with no systolic nor diastolic murmur), normal ECG, no cardiovascular risk factor associated with a risk score >10%, without a history of any cardiovascular disease or any systemic diseases known to affect the cardiovascular system, no chronic excessive alcohol consumption, not currently on medical therapy with cardio-active drugs, and no structural heart disease on echocardiography will be prospectively recruited. Exclusion criteria will also include trained athletes, pregnancy, or body mass index >30 kg/m2.

.

O IMC foi de 24 kg/m² com idade média de 45 anos !!!